Após explosão com 10 mortes na Bahia, MPT pede que rede de farmácias pague R$ 10 milhões em indenizações.
06/12/2017 - 10h13 em Bahia

O Ministério Público do Trabalho (MPT-BA) pediu na Justiça, neste mês de dezembro, que a rede de farmácias Pague Menos indenize em R$ 10 milhões os sobreviventes e familiares das vítimas da explosão que matou 10 pessoas, ocorrida em 23 de novembro de 2016, em uma das unidades da rede localizada em Camaçari, na região metropolitana de Salvador. A indenização seria por dano moral coletivo. A ação civil pública foi apresentada pelo procurador Rômulo Almeida, após a conclusão do inquérito em março deste ano, que reuniu provas do incêndio provocado pela explosão. O inquérito reúne laudos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), do Corpo de Bombeiros e da Coordenação de Defesa Civil de Camaçari. Os sobreviventes e familiares das vítimas do acidente em Camaçari informaram que até o momento não foram indenizados por conta da explosão. Por meio de nota, a rede de farmácias Pague Menos informou que está prestando toda a assistência necessária médica, material, psicológica  aos funcionários, clientes e parentes das vítimas.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!